Viagens à volta do meu umbigo. Histórias de uma mãe como as outras
Últimas

Quinta feira de caca

trinta e um de janeiro de...

É todo um requinte, este ...

António Pinóquio

Filha do meio

O sonho concretizou-se

Actividades Extra-Curricu...

Dias felizes

Dias tristes

Teias de aranha

É quando menos me apetece...

Correcção

O que tenho visto através...

Eid Mubarak!

Outra informação importan...

??

Como as pessoas acham que...

E depois de dois fins de ...

Todo um mundo novo

Ao fim de cinco anos dest...

Antigas

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2014

Novembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

mais sobre mim
Quinta-feira, 3 de Maio de 2012
Sobre o acordo ortográfico

Estou em guerra comigo mesma. Acho que devia ado(p)tar o novo acordo ortográfico. Mas ao mesmo tempo que acho isto,  não me identifico nada com a nova maneira de escrever a maior parte das coisas. Ora faz algum sentido que facto se passe a escrever fato? Eu ainda por cima digo faCto, de facto, e não fato. É bom, aliás, ó(p)timo que a língua evolua, tem sido esse o seu caminho desde há muito tempo.

Sei que ao princípio vai-me sempre soar estranho. Depois, tenho outro problema: não conheço a maior parte das regras deste novo acordo. Não sei que consoantes caíram, que acentos desapareceram, como passar a escrever certas palavras. Mas também não queria ser como tantas pessoas com quem me cruzei ao longo da minha vida, profissional principalmente. Encontrei pessoas que se recusavam a trabalhar com computadores, outras que se recusavam a usar telefones (!), que resistiam a ter um controlo de assiduidade electrónico (o que dizer então do sistema biométrico implementado no último sítio onde trabalhei? Ainda hoje deve ser uma luta para alguns...). E cada vez que me ocorre o pensamento de que este acordo é ridículo e que eu me recuso a adotá-lo lembro-me sempre dessa gente, que me causava tanta confusão e que me irritava profundamente por não saberem e não quererem saber de se adaptar aos novos tempos. A atitude negativa deles tornava-os, a meu ver, obsoletos e dispensáveis. E eu não quero ser isso. Quero ir aprendendo, informar-me, saber. E por isso cheguei a uma solução de compromisso. Vou procurar perceber o que muda com as novas regras e, tanto quanto possível, aplicá-las, aqui no Umbigo e por todos os lados onde escreva em Português.

Publicado por Vanda às 11:57
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Ricardo Horta a 3 de Maio de 2012 às 13:47
"Depois, tenho outro problema: não conheço a maior parte das regras deste novo acordo."

Terá de informar-se melhor, Vanda ;) Facto não passa a fato, continua facto. A regra do maldito acordo é a de que o que não se pronuncia, não se escreve. Pronunciando-se o "c" em "facto", o mesmo continua. Trata-se de uma das maiores confusões e falácias que grassam relativamente ao acordo.
Informe-se melhor e verá que não existem razões para ser a favor (e isso nada tem a ver com a resistência à mudança).
De Vanda a 3 de Maio de 2012 às 19:21
É verdade, Ricardo, preciso mesmo de me informar, até porque não gosto nada de erros ortográficos :-) Ufa, ainda bem que facto continua facto, não me estava nada a ver dizer/escrever "de fato". E principalmente vou ter que ver a questão dos acentos (eu gosto tanto de escrever com acentos, acho que dão "tempero" à nossa língua!) Obrigada pelo comentário!
De Ricardo Horta a 3 de Maio de 2012 às 19:26
Em relação aos acentos, só lhe dou este exemplo esclarecedor (veja também, Paulo...):

http://www.priberam.pt/dlpo/firefox.aspx?pal=pola
De Paulo a 3 de Maio de 2012 às 13:55
Olá Vanda!
Vais ver que depois de adotares o acordo vai ser fácil.
Já desde setembro que escrevo com o acordo e aquilo entranha-se.
A unica palavra que ainda me faz confusão é A(c)ta, estranho.
Deixo-te aqui um link com um corretor/ modificador de textos .

ps: é com agrado que vou lendo as tuas estórias das Arábias, e dos miúdos, força nisso!
De Vanda a 3 de Maio de 2012 às 19:36
Paulo, tenho a esperança de que primeiro se estranhe e depois se sentranhe lo; mas primeiro convém mesmo (re)aprender a escrever!
De Paulo a 3 de Maio de 2012 às 13:55
Olá Vanda!
Vais ver que depois de adotares o acordo vai ser fácil.
Já desde setembro que escrevo com o acordo e aquilo entranha-se.
A unica palavra que ainda me faz confusão é A(c)ta, estranho.
Deixo-te aqui um link com um corretor/ modificador de textos .
http://www.portaldalinguaportuguesa.org/lince.php

ps: é com agrado que vou lendo as tuas estórias das Arábias, e dos miúdos, força nisso!

Comentar post

pesquisar
 
Fevereiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
tags

a caminho dos três

a horta já tem direito a etiqueta e tudo

a vida em abu dhabi

a vida no bahrain

afonso

ai portugal portugal

amigos

ant

antónio

antonio

apartes

bebés

bloguices

casa nova

cinema

coisas minhas

coisas minhas pai xico

desabafos

ecologia

educação

escola

eu também posto sobre a crise

facebook

falar do tempo

falar do trânsito

familia

férias

férias em portugal

francisca

futebol mas só porque estamos em alturas

gripe a

língua árabe

living in london

mariana

médicos

música

natal em abu dhabi

natal no bahrain

os nossos dias

pai xico

passeios

por esta blogosfera fora

reclamações

são pedro

saudades

ser mae de 3

tomás

viagens

vida de mãe

vida no bahrain

todas as tags

À volta de outros umbigos