Viagens à volta do meu umbigo. Histórias de uma mãe como as outras
Últimas

Quinta feira de caca

trinta e um de janeiro de...

É todo um requinte, este ...

António Pinóquio

Filha do meio

O sonho concretizou-se

Actividades Extra-Curricu...

Dias felizes

Dias tristes

Teias de aranha

É quando menos me apetece...

Correcção

O que tenho visto através...

Eid Mubarak!

Outra informação importan...

??

Como as pessoas acham que...

E depois de dois fins de ...

Todo um mundo novo

Ao fim de cinco anos dest...

Antigas

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2014

Novembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

mais sobre mim
Quarta-feira, 13 de Abril de 2011
Primeiras impressões

Ufa, depois de muitas horas enfiada em dois aviões e três aeroportos sozinha com os 3 lá cheguei à Portela. A viagem foi um bocado horrível. O percurso Manama-Istambul passou-se razoavelmente porque o António dormiu num daqueles berços do avião (com as pernas de fora e em excesso de carga para o berço, mas as hospedeiras tiveram pena de mim e lá me deram a camita). Consegui ir ao WC uma vez e devia ter aproveitado para lá passar meia hora porque depois não consegui mais.... Estivemos 3 horas em Istambul. O que vale é que havia uma sala só para crianças e depois do pequeno-almoço (sim, porque a viagem iniciou-se às 02h25m da madrugada) passámos nessa sala o tempo restante para o embarque. Istambul-Lisboa foi muito mau. O António tinha dormido apenas 3 horas no vôo anterior. No aeroporto não dormiu nada. No avião esteve sempre ao meu colo mas já estava farto, sem posição. Queria gatinhar, queria estar de pé, queria fazer tudo menos estar sossegado como era preciso... Não queria comer, não me deixou comer.... enfim. Chegamos a Lisboa e tinha 4 malas (3 com mais ou menos 35 kg cada e uma com cerca de 20) para carregar, mais a bagagem de mão e todas as cangalhadas que fizeram questão de reunir desde o aeroporto do Bahrain até àquele momento... Escusado será dizer que a maior parte das pessoas assobiou para o lado só para não ter que alombar com as malas. Mesmo assim, fez-se.

 

Hoje é o primeiro dia que o António está mais ou menos normal. Até aqui não queria estar sem ser ao colo, não queria brincar com nada nem ficar com os irmãos no quarto dos brinquedos. Não tem comido grande coisa. Deve estranhar a casa e todo este ambiente. Isso e o cansaço fizeram dele muito má companhia para estes dias. Já disse à família que ele não é assim, é um menino simpático, sorridente e bem disposto, mas até agora ninguém acredita em mim...

 

Temos estado mais por casa agora, para ver se ele se ambienta e pelos vistos está a resultar. As saídas têm sido para ir ao supermercado, ao parque e pouco mais. As pessoas metem-se muito conosco por eles serem três e já não estava habituada a isso. Viemos de um sítio onde ter 3 filhos é o mais vulgar do mundo e ninguém repara em nós por isso. Aqui estamos sempre a ser interpelados. Também noto alguma diferença nas minhas "companheiras" de parque. Ao contrário do Bahrain, não são da minha faixa etária. Só se vê avós nos parques com os netos, eu sou das poucas mães...

Pouco a pouco vamo-nos habituando...

Publicado por Vanda às 15:00
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 15 de Abril de 2011 às 14:57
Bem vindos!

I.

Comentar post

pesquisar
 
Fevereiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
tags

a caminho dos três

a horta já tem direito a etiqueta e tudo

a vida em abu dhabi

a vida no bahrain

afonso

ai portugal portugal

amigos

ant

antónio

antonio

apartes

bebés

bloguices

casa nova

cinema

coisas minhas

coisas minhas pai xico

desabafos

ecologia

educação

escola

eu também posto sobre a crise

facebook

falar do tempo

falar do trânsito

familia

férias

férias em portugal

francisca

futebol mas só porque estamos em alturas

gripe a

língua árabe

living in london

mariana

médicos

música

natal em abu dhabi

natal no bahrain

os nossos dias

pai xico

passeios

por esta blogosfera fora

reclamações

são pedro

saudades

ser mae de 3

tomás

viagens

vida de mãe

vida no bahrain

todas as tags

À volta de outros umbigos