Viagens à volta do meu umbigo. Histórias de uma mãe como as outras
Últimas

Quinta feira de caca

trinta e um de janeiro de...

É todo um requinte, este ...

António Pinóquio

Filha do meio

O sonho concretizou-se

Actividades Extra-Curricu...

Dias felizes

Dias tristes

Teias de aranha

É quando menos me apetece...

Correcção

O que tenho visto através...

Eid Mubarak!

Outra informação importan...

??

Como as pessoas acham que...

E depois de dois fins de ...

Todo um mundo novo

Ao fim de cinco anos dest...

Antigas

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2014

Novembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

mais sobre mim
Quinta-feira, 27 de Janeiro de 2011
O fruto proibido

Comprar bebidas alcoólicas nesta zona do mundo é uma experiência caricata. O consumo de bebidas alcoólicas e de carne de porco é interdito a muçulmanos. Há países do Golfo onde a sua venda e consumo são absolutamente proibidos, como é o caso da Arábia Saudita e Kuwait. Aqui há lojas de bebidas, mas o consumo destina-se apenas a não muçulmanos. Não sei se sabem, mas apenas nessas lojas autorizadas pelo Governo se pode comprar álcool para consumo em casa. Fora isso há alguns restaurantes e bares com licença para vender bebidas alcoólicas - não há à venda nos supermercados nem nos cafés, por exemplo. E se um restaurante estiver dentro de um centro comercial também não as pode vender.

Assim, nas lojas onde se vendem as bebidas estão sempre uns quantos estrangeiros (indianos na sua maioria) que fornecem esse serviço aos árabes. Recebem uma quantia e despacham a encomenda a quem não pode entrar nas ditas lojas. O curioso é que se um árabe estiver vestido "à ocidental" entra na loja, compra o seu vinho, o seu whisky, etc, e ninguém lhe diz nada. Se estiver com as roupas tradicionais - a túnica até aos pés e o lenço, é proibido de entrar.

No outro dia fomos comprar umas garrafas de vinho. O ambiente é de tal maneira pesado que uma pessoa até se sente mal. Parece que está a cometer uma ilegalidade. Os árabes todos cá fora à espera do líquido precioso, mas sempre com um ar super comprometido. Os indianos em fila à porta à espera de receber as "encomendas". Enquanto esperava no carro com as crianças (Deus me livre de os levar para aquele antro de pecado:)) reparei num rapaz aí dos seus 20 anos dentro de um carro. Estava com as vestes tradicionais, logo fazia parte do grupo dos banidos. Entretanto chegou o seu amigo, um rapaz também árabe mas com uns jeans e um pólo e ténis da moda. Trazia o saco da loja (os sacos são brancos, de plástico, com uma espessura inacreditável para não se ver o que levam e sem o nome da loja ou nada que o relacione com o conteúdo maldito). O rapaz que estava dentro do carro, muito ansioso, tirou-lhe o saco da mão, abriu-o cheio de pressa e lá de dentro saíu uma garrafa de Johnnie Walker Black Label. A criatura, emocionada, começou a fazer-lhe festas. Não foi ao amigo, foi à garrafa. Imagino que a mesma não tenha durado muito tempo.

 

 

Publicado por Vanda às 18:32
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Paula Santos a 1 de Fevereiro de 2011 às 12:43
Vanda,
Adoro ler-te. Dou prioridade aos assuntos da Família Silva Aleixo mas aprecio bastante todas as informações dessa cultura que tão bem partilhas.
Mais uma vez obrigada.
Beijos saudosos.

Comentar post

pesquisar
 
Fevereiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
tags

a caminho dos três

a horta já tem direito a etiqueta e tudo

a vida em abu dhabi

a vida no bahrain

afonso

ai portugal portugal

amigos

ant

antónio

antonio

apartes

bebés

bloguices

casa nova

cinema

coisas minhas

coisas minhas pai xico

desabafos

ecologia

educação

escola

eu também posto sobre a crise

facebook

falar do tempo

falar do trânsito

familia

férias

férias em portugal

francisca

futebol mas só porque estamos em alturas

gripe a

língua árabe

living in london

mariana

médicos

música

natal em abu dhabi

natal no bahrain

os nossos dias

pai xico

passeios

por esta blogosfera fora

reclamações

são pedro

saudades

ser mae de 3

tomás

viagens

vida de mãe

vida no bahrain

todas as tags

À volta de outros umbigos