Viagens à volta do meu umbigo. Histórias de uma mãe como as outras
Últimas

Quinta feira de caca

trinta e um de janeiro de...

É todo um requinte, este ...

António Pinóquio

Filha do meio

O sonho concretizou-se

Actividades Extra-Curricu...

Dias felizes

Dias tristes

Teias de aranha

É quando menos me apetece...

Correcção

O que tenho visto através...

Eid Mubarak!

Outra informação importan...

??

Como as pessoas acham que...

E depois de dois fins de ...

Todo um mundo novo

Ao fim de cinco anos dest...

Antigas

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2014

Novembro 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

mais sobre mim
Quarta-feira, 7 de Julho de 2010
Acabados de chegar ao Algarve

E o diagnóstico para uma febre e uma borbulha (que em poucas horas se multiplicou como uma praga) foi implacável: varicela. Eu e o Afonso estamos em reclusão até as malfadadas bolhas sequem. A Francisca tem ido para a praia com o pai e nós aqui estamos. Estou com tanta pena dele que, contra os meus princípios mais elementares, lhe comprei uma coisa horrorosa chamada Bionicle, da Lego, que o tem ajudado a passar menos mal os dias. E uns livros para irmos lendo, bem como um dominó para jogarmos. O António está neste momento na praia. É um bem disposto. Está feliz em todo o lado, desde que haja comidinha e um sítio fresquinho para dormir, o que nestes dias não tem sido fácil. Já foi à pediatra portuguesa e está todo fino. Ou melhor, não é bem fino, é mais um texuguinho de 7,8 kg. Fez umas vacinas cá e para o mês que vem há mais. Agora estou com uma dúvida existencial: mantenho-o a leite até aos 6 meses ou diversifico já aos 4 meses a alimentação dele ao introduzir sopas e papa? Alguém conhece textos ou estudos que falem sobre as vantagens de cada uma das opções? O Afonso e a Francisca começaram aos 4 meses, mas cada vez mais ouço falar em aleitamento exclusivo até aos 6 meses, não sei o que decidir...

Publicado por Vanda às 19:16
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De Lina a 7 de Julho de 2010 às 20:21
Aleitamento até aos seis meses? Eis uma questão que eu também gostaria de ver respondida... Também estou com dúvidas! Bjs, boas férias e pouca varicela!
De Graça Santos a 7 de Julho de 2010 às 22:35
Alimentei a minha pequena quase enfermeira até aos 6 meses exclusivamente a maminha. Íamos ao médico e o peso aumentava com a regularidade prevista e o doutor dizia: continue a dar de mamar. E eu, tudo bem. Era super prático... Depois comecei a dar-lhe Cerelac de manhã e sopa de legumes ao almoço. À noite ia mais uma dose de maminha da mãe. Um pouco mais tarde comecei então a misturar-lhe a carne e o peixe na sopa, mas aos 9 meses ainda mamava, tipo aperitivo. :)
Tem sido sempre uma piquena saudável e não nos deixa nada mal vistos nos vários desempenhos que vai tendo. Vê lá se esta experiência ajuda à tomada de decisão.
Beijinhos e votos de que as pintas passem depressa. :)
De Paulo Afonso a 9 de Julho de 2010 às 13:31
Os meus diversificaram aos 3/4 meses...estudo (da vida) feito pela (maravilhosa) pediatra (reformada) ...e correu tudo bem
De mena a 13 de Julho de 2010 às 10:23
a nossa pediatra bem queria que o Pedro ficasse só com maminha até aos seis meses. como é precisamente nessa altura que vou trabalhar, quinze dias antes começamos com o biberão e as sopas, para ele ir treinando. quando eles aumentam bem de peso, o leite materno é o melhor, por causa dos anticorpos e defesas todas que tem. até dizem que lhes ajuda a crescer os neurónios, n sei que é estudo científico, se é mesmo só sabedoria popular. boas férias, mesmo com borbulhas a chatear :)

Comentar post

pesquisar
 
Fevereiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
tags

a caminho dos três

a horta já tem direito a etiqueta e tudo

a vida em abu dhabi

a vida no bahrain

afonso

ai portugal portugal

amigos

ant

antónio

antonio

apartes

bebés

bloguices

casa nova

cinema

coisas minhas

coisas minhas pai xico

desabafos

ecologia

educação

escola

eu também posto sobre a crise

facebook

falar do tempo

falar do trânsito

familia

férias

férias em portugal

francisca

futebol mas só porque estamos em alturas

gripe a

língua árabe

living in london

mariana

médicos

música

natal em abu dhabi

natal no bahrain

os nossos dias

pai xico

passeios

por esta blogosfera fora

reclamações

são pedro

saudades

ser mae de 3

tomás

viagens

vida de mãe

vida no bahrain

todas as tags

À volta de outros umbigos